POÉTICA DO COTIDIANO

Textos, Frases, Cartas, Poemas, Canções, Diálogos, Interrogações... Todas as palavras que preenchem o nosso dia-a-dia... com muita poesia!

quinta-feira, maio 12, 2011

DISFARCE


O que é disfarce? Será realmente uma coisa necessária? Será que conseguiríamos conviver se o disfarce não existisse? Será que agüentaríamos viver sem disfarçar nenhum dos nossos sentimentos? Como faríamos? O disfarce é necessário quase sempre quando se está perto de outras pessoas. Disfarce do amor, da tristeza, da alegria, do ódio, da inveja, da perseverança, da teimosia, do incomodo, da insegurança, etc. Muito mais dos sentimentos ruins do que dos bons, porque a nossa sociedade exige que sejamos felizes, alegres, saudáveis o tempo inteiro. Então se você destoa disso, é sempre cobrado pelos outros. E como disse Sartre, numa frase que eu adoro: Os outros são o inferno. Por isso temos que vestir fantasias de colombinas e viver em pleno carnaval mesmo sobre o frio de junho. Temos que disfarçar o olhar triste, o gesto desanimado. Tem gente que leva tão a sério isso que mesmo quando está sozinho não consegue se livrar da máscara. E disfarçam tudo até pra se mesmo, finge que não está triste ou apaixonado. Finge que ta “di boa”, que está “tudo ok”. Mas, será válido mesmo viver assim? Será que sobrevivemos a tanto disfarce por muito tempo? O que aconteceria se vivêssemos como um livro aberto, onde tudo está lá, para todos verem? Será que suportariam? Seria melhor pra eles e pra nós? As pessoas reclamam tanto da falsidade, mas o certo é que poucos conseguem viver de fato com verdade.


4 comentários:

Grasiela disse...

Musa,

Os arqétipos Junguianos nos constituem... Temos que usar as máscaras e enfrentar os diversos papéis que nos são impostos (muitas vezes...)

Fabricio Martines Alves disse...

Pois é guria, bom texto, gostei bastante, principalmente quando diz que as vezes esquecemos que não estamos na mira dos olhares e continuamos disfarçando para nós mesmos, mas fazer o que né, a vida cria seres humanos falsos, ou que falseim pela vontade da maioria, e fica dificil nos livrarmos destas mascaras, adorei o texto e a reflexão.

Coisas de Ana Cristina disse...

Nossa Fau, que texto excelente. Parabéns, gostei muito! MUITO mesmo! Que você continue escrevendo assim. O que aqui escreves é bem verdade... usamos disfarse, máscaras ou como dizia um importante psicanalista chamado Winnicott sobre as pessoas usarem uma 'pseudo-personalidade', ou seja, um falso-self, para esconder nossas fraquezas e até nos esconder de nós mesmos.
Te sigo aqui!
Beijo grande!

Virgínia Custódio disse...

Concordo plenamente com todos os escritos.
Crio que dificilmente nossa sociedade possa viver sem o disfarce, pois encaramos a vida como um palco de teatro, onde às vezes, temos que dar nova vida aos personagens para obter sucesso e/ou alcançar algo que se almeja.
Infelizmente a nossa sociedade vive se escondendo por trás de máscaras de Colombinas e Pierrot, como se estivéssemos voltando à era do "Pão e Circo", onde o importante não é se impor, se mostrar e sim viver um mundo de ilusões.

Amei!!!